Translate

PROJETO ESSÊNCIA DO SER

PROJETO ESSÊNCIA DO SER
Informações e Inscrições :www.projetoessenciadoser.blogspot.com

Somos todos UM

Remember To Breath

Encruzilhada

Natureza-

Medinesp 2013- Maceió

Medinesp 2013- Maceió
Lançamento do livro HOMEOPATIA e ENERGIA

Lição de Vida

Efeito Isaías- Poder da Oração

telepatia entre cães e donos

A Cura atraves das Emoções -1

A Cura através das Emoções 2

A Cura através das Emoções 3

A Cura através das Emoções 4

A Cura através das Emoções 5

Despertando seu Gênio Interior

Despertando seu Gênio Interior 2

Despertando seu Gênio Interior 3

Despertando seu Gênio Interior 4

26 de dez de 2010

A vida acontece: basta abrir mão do controle e confiar!

Navegando pelo site Somos Todos Um, li este artigo que vai de encontro com minhas reflexões e constatações atuais; a cada dia mais percebo a realidade oculta nestas palavras... penso que está implícita toda nossa criação, desde a mais remota necessidade de ter poder... até que decidimos não mais continuar no " mar" de uma energia que usa o mêdo como forma de " controle". É como se fosse um novelo emaranhado de aparências no Ego, que acredita naquilo que vê. Tudo , entretanto é apenas um jogo, do eu externo, encobrindo o Eu que verdadeiramente é.
O trabalho de desconstrução desta forma de controle, exige entrega.. um consentimento vindo do coração, que só se adquire quando mergulhamos em nós mesmos, a sós, nos santuário da alma. Só que pra isto acontecer, tb temos que deixar de lado, a mente( que muitas vezes mente pra nos manter no controle de nós mesmos); Quem sabe, se neste momento em que estamos fazendo tantas " promessas" de mudanças, este desejo possa se transformar em realidade... Cada um fazendo sua parte, com liberdade de consciência poderemos trilhar um ano muito melhor!!!!!



"...De nada adianta passarmos a vida controlando a tudo e a todos. E nem a nós mesmos. Aliás, por mais que desejemos e tentemos estar no controle absoluto de tudo, nunca conseguimos que isso aconteça, é simplesmente impossível conseguirmos fazer com que tudo aconteça exatamente da forma como queremos. A pior forma de controle é a que exercemos sobre nós mesmos, em que somos extremamente auto-exigentes e autocríticos, tudo na busca pela perfeição. Somos até mesmo cruéis conosco.

Por vezes, temos uma consciência parcial de nossa necessidade de controle e do quanto isso é prejudicial, e até tentamos abrir mão do controle, porém, isso nunca é verdadeiro, porque não é uma tentativa criada a partir de um desejo de nosso Eu Real. Isto acontece a partir de nosso Ego que, quando se vê novamente ameaçado de fracassar diante de alguma situação, tenta uma nova jogada, na intenção de conseguir se salvar do possível fracasso. Como isto é um jogo falso, pois ele sempre continua no controle, mas de forma oculta e dissimulada, obviamente, o resultado nunca é o almejado.

Abrir mão do controle, de forma verdadeira, é ter uma atitude de entrega ao nosso Eu Real e à Vida. Com esta atitude de entrega e confiança, passamos a enfrentar a realidade da vida, com mais segurança e isto nos faz aprender a lidar com as dificuldades que nos acontecem de forma mais madura, equilibrada e sábia.

Mas isto não acontece num estalar de dedos. Antes, deveremos nos conscientizar do quanto somos controladores - muitas vezes, tiranos e cruéis, com o mundo e conosco. Com esta conscientização e, logicamente, com a aceitação dessa realidade, poderemos descobrir o quanto a necessidade de controle nos destruiu até hoje e o quanto fracassamos e perdemos lindas possibilidades em nossa vida por conta disso.

Se tivermos coragem de nos conhecermos de verdade e de descobrirmos essa realidade, poderemos, num primeiro momento, até ficarmos decepcionados conosco. Caso isto ocorra, deveremos acolher essa decepção, pois é difícil lidar com aquilo que descobrimos sobre nós, e é por isso que tentamos trancafiar a verdade no inconsciente. Com este acolhimento, tanto da decepção, quanto daquilo que constatamos, conseguiremos ter uma melhor aceitação dessa realidade.

Passaremos então, para a fase em que essa constatação, de nosso controle, seja conhecida não apenas racionalmente, mas seja sentida em todo o nosso ser. Precisamos sentir essa verdade e não somente ter o entendimento intelectual dela. Quando conseguimos sentir, inevitavelmente, sentiremos também o peso disso. Mas não ficaremos desesperados, muito ao contrário, isso nos dará uma sensação de alívio, mesmo sentindo o tal peso ao mesmo tempo. Olharemos para isso com naturalidade, com o olhar de quem apenas constata e diz: Infelizmente, é isso mesmo. Sou controlador e isso me fez aprisionar a mim e aos outros dentro um jogo sem saída e sem solução. Mas posso aceitar isso com naturalidade e auto-acolhimento, sem me chocar diante desse fato. Isto é apenas uma triste constatação clara e incontestável de algo que, inconscientemente, eu já sabia. Esta constatação me traz a possibilidade de ter uma percepção clara de que não faz mais sentido viver tentando estar no controle, isto é um absurdo. Eu aceito que fiz isso, mas quero me libertar desse comportamento e quero fazer de tudo para modificar isso. Mas ,por enquanto, aceito que sou assim. Quero libertar a mim e a todos desse meu jugo.

Nesta atitude madura, diante da aceitação da constatação da realidade interna, poderemos então, desejar (apenas desejo) com determinação e consciência, libertar a todos os que estiveram sob nosso domínio até então. Isto é algo que deverá ser feito com boa vontade, pois não é simples assim, para um controlador, deixar ir as pessoas que tanto controlou e usou em seu benefício. Mas este tipo de libertação, ao qual me refiro, não é algo mecânico, é algo que acontece na energia, por isso reforço a questão do desejo determinado, pois é apenas uma atitude de abertura interna, como se estivéssemos abrindo um calabouço "energético" e libertando os nossos prisioneiros. Tudo acontece na energia e é na energia que tudo se desfaz e se define, mas somente a partir de uma intenção verdadeira. Isto poderá fazer com que sintamos uma sensação de termos perdido o chão, um vazio poderá tomar conta de nós e uma sensação de insegurança poderá nos acometer, mas se estivermos conscientes de que isto poderá ocorrer e aceitarmos essa possibilidade, conseguiremos lidar com essas sensações de forma tranquila. É importante passarmos por isso com essa aceitação e consciência, para que não caiamos nas armadilhas do medo, que nos levará de volta ao vício, fazendo com que não libertemos todos os "prisioneiros" e deixemos alguns ainda presos ou, libertar a todos, mas trazendo de volta logo em seguida.

Assim, com a consciência de nossa realidade interna, somada à atitude madura e corajosa de libertarmos a todos, ficaremos somente com aquilo que é nosso (pois quando controlamos os outros acabamos ficando com alguma carga energética deles) e com nossos recursos internos. Isto nos trará um grande alivio, apesar do medo de termos perdido o controle. Mas neste momento, conseguiremos estar mais entregues ao nosso Eu Real, permitindo que ele passe a comandar a nossa vida. Com esta atitude, naturalmente, a segurança e a confiança, na própria Vida e em Deus, acontecerá.

Na entrega confiante, livres do dispêndio de energia pelo controle, nos sentiremos cada vez mais leves e serenos. Isto gerará em nós uma vibração em freqüências mais elevadas e, conseqüentemente, esta atrairá vibrações similares e positivas que nos trará situações, pessoas e condições que serão extremamente favoráveis a nós.

Conclusão disso: quanto mais controlamos, mais perdemos. Quanto mais libertamos e confiamos, mais recebemos.

Medite sobre isso e faça sua escolha. A vida é um mar de possibilidades, nos convidando a navegar... relaxe, entregue-se e aproveite!"

Teresa Cristina Pascotto

14 de dez de 2010

Cinco passos para aumentar seu bem-estar




No site felicidadeinternabruta.com.br existem vários artigos interessantes sobre os índices de felicidade de um povo. Como penso que Felicidade é uma questão de auto estima, e só depende de cada um de nós ,vale a pena dar um novo olhar para onde estamos caminhando... será que temos utilizado de forma adequada nossos pensamentos, sentimentos, palavras, atos em benefício de nós mesmos? será que temos sido gentis com o próximo mais próximo? ( nós); será que estamos " ruminando" histórias carregadas de emoções que não vale repetir ? será que mais um ano se vai e com ele promessas que nunca serão cumpridas? será que ainda precisaremos de muito tempo para despertar e deixar cair os véus que ainda nos limitam redescobrir nossa essência de LUZ? será que ainda não sentimos que é " dando que se recebe"? " é perdoando que seremos perdoados"...
" Nunca é tarde para recomeçar"... uma frase que foi dita no filme Nosso Lar, e que cada dia mais utilizo em meu vocabulário.

" Seja você responsável pela sua história", falada em Crônicas de Nárnia; e tantas outras que ouvimos por aí, que se estivermos" ligados" podem fazer toda a diferença.

Finalizando, uma música ecoa agora em mim:

"... Este ano, quero PAZ no meu coração... quem quizer ser meu amigo... que me dê a mão..."


Que sejam de PAZ nossos pensamentos!!!!!!!!


A nef (new economics foundation), organização independente no Reino Unido, voltada para a qualidade de vida da população, foi encarregada pelo governo britânico de examinar o trabalho de mais de 400 cientistas de todo o mundo, em 2008. O objetivo da iniciativa, batizada de Projeto Foresight sobre Capital Mental e Bem-Estar, foi identificar um conjunto de ações que pudessem melhorar o bem-estar da população e nortear políticas públicas.
Com base nos resultados dos trabalhos, reproduzimos aqui cinco passos propostos pela nef. São pequenos exemplos de como não só os indivíduos, mas os governantes podem direcionar esforços para melhorar o bem-estar futuro da população, a partir de intervenções políticas. Por seu foco abrangente, as ações, planejadas inicialmente para o Reino Unido, têm aplicação mundial.

1) Relacione-se
As relações sociais são fundamentais para o nosso bem-estar. Estudos constataram que o bem-estar das pessoas aumenta quando seus objetivos de vida estão vinculados a família, amigos, vida social e política. Por outro lado, diminui quando associado a sucesso na carreira e ganhos materiais. Governos podem pensar em formas de incentivar os cidadãos a passar mais tempo com a família e com os amigos do que no trabalho. Por exemplo, com uma política de emprego que promova o trabalho flexível e diminua os deslocamentos, paralelamente a ações destinadas a fortalecer o envolvimento na sociedade local. Isso permitiria que as pessoas passassem mais tempo em casa e em suas comunidades de forma a construir relacionamentos cooperativos e duradouros.

2) Exercite-se
Pesquisas sugerem que fazer exercício melhora o humor e afasta a depressão e a ansiedade. Ser ativo também desenvolve as habilidades motoras das crianças e protege contra o declínio da capacidade cognitiva nos idosos. No entanto, pela primeira vez na história, a maioria da população mundial vive em áreas urbanas. Pelo desenho das cidades e pela política de transportes, os governos influenciam a maneira como circulamos na vizinhança e nos bairros. Para melhorar o bem-estar da população, a abertura de parques e áreas verdes incentivaria o exercício e o lazer. Priorizar as caminhadas e o uso da bicicleta em detrimento do automóvel é outra boa prática.

3) Fique ligado
Pesquisa feita nos Estados Unidos mostrou que a consciência de sensações, pensamentos e sentimentos pode melhorar tanto o conhecimento que temos sobre nós mesmos como o nosso bem-estar durante vários anos. Entretanto, no século XXI, o fluxo incessante de mensagens publicitárias de produtos e serviços deixa pouca oportunidade para saborearmos e refletirmos sobre as nossas experiências. Uma política que contemple ações de sensibilização emocional e educação para lidar com a mídia pode capacitar os indivíduos para navegar à sua maneira pela estrada da informação, preservando o seu bem-estar. A regulamentação de espaços livres de publicidade poderiam melhorar os índices de bem-estar.

4) Continue aprendendo
Aprender estimula a interação social, aumenta a auto-estima e nossa percepção de valor. Pessoas com um comportamento dirigido por objetivos pessoais para alcançar algo novo são capazes de aumentar a satisfação com a vida. Embora muitas vezes as políticas de ensino priorizem os primeiros anos de vida da pessoa, pesquisas psicológicas sugerem que esse é um aspecto importante para todas as faixas etárias. Portanto, políticas que estimulem o aprendizado, mesmo nos idosos, permitem que as pessoas desenvolvam novas competências, fortaleçam as redes sociais e se sintam mais preparadas para enfrentar os desafios da vida.

5) Seja generoso
Estudos em neurociência têm demonstrado que um comportamento cooperativo ativa áreas de recompensa do cérebro. Ou seja, ajudar uns aos outros dá prazer. Indivíduos que participam ativamente da vida de suas comunidades relataram maior bem-estar. E mais: sua ajuda e seus gestos tiveram a capacidade de repercutir positivamente entre as pessoas, gerando um círculo virtuoso. Pesquisa feita pela nef mostra que a troca mútua – o dar e receber – é a maneira mais simples e determinante de construir uma relação de confiança entre as pessoas e criar relacionamentos saudáveis. Sendo assim, os governantes poderiam investir mais numa política econômica que privilegie a vida em família e em comunidade.

Fonte: nef, 11/06/2010.


21 de nov de 2010

Destralhe-se



Ano terminando, mudanças e limpezas intensificando...

Sendo assim, decidi fazer uma enorme limpeza em tudo aquilo que vem sendo acumulado há tanto tempo , no sótão da minha casa.... nossa!!!!! quanta quinquilharia a gente vai acumulando com o tempo, e nem se dá conta!!!!!!!!! de repente vem aquela vontade de abrir espaço, dar, vender, jogar fora... sei lá, mas não mais manter aquelas " memórias" que se acumularam em forma de objetos. Talvez seja mais que desejo de limpar, é quase que uma necessidade !!!! tudo começa com um desconforto, um " não sei o que" que incomoda, que inquieta, que as vezes tira o sono, e que à princípio não identificamos... mas o Universo é mesmo poderoso, e nos pequenos sinais sentimos que é hora de mudar... mudar de dentro pra fora, de fora pra dentro, nem importa tanto, mas mudar, transformar, reciclar...

Em seguida, a atitude de fazer acontecer, independente das " energias" que em alguns momentos parecem " empatar" a ação; quando o desejo é forte o bastante, o Universo conspira a favor.

Foi assim que em 2 semanas , limpei o acúmulo de anos!!!!!! Que alívio, doar, desapegar!!!!!!!!!

Agora é Entregar, e Agradecer todas as boas energias que pedem para fluir, e que aceito de coração!!!!!!

Vejam abaixo que artigo interessante encontrei, lendo sobre o feng Shui e a medicina ambiental>


-'Bom dia, como tá a alegria?', diz dona Francisca, minha faxineira rezadeira, que acaba de chegar. -'Antes de dar uma benzida na casa, deixa eu te dar um abraço que preste!', e ela me apertou.
Na matemática de dona Francisca, quatro abraços por dia dão para sobreviver, oito ajudam a nos manter vivos, 12 fazem a vida prosperar.
Falando nisso, vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada.

Já ouviu falar em toxinas da casa?

Pois são objetos e roupas que você não gosta ou não usa, coisas feias ou quebradas, velhas cartas, plantas mortas ou doentes, recibos, jornais e revistas antigos, remédios vencidos, meias e sapatos estragados...
Ufa, que peso!
O que está fora está dentro e isso afeta a saúde, aprendi com dona Francisca.
- 'Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa!', ela diz, enquanto me ajuda a 'destralhar', ou liberar as tralhas da casa.
O 'destralhamento' é uma das formas mais rápidas de transformar a vida e pode muito bem ajudar outras terapias.
A saúde melhora, a criatividade cresce e os relacionamentos se aprimoram, também ensina o feng shui, com a delicadeza própria das artes orientais.
Para o feng shui, é comum se sentir cansado, deprimido ou desanimado em um ambiente cheio de entulho, pois existem fios invisíveis nos ligando àquilo que possuímos.
Outros possíveis efeitos do acúmulo e da bagunça: sentir-se desorganizado, fracassado e limitado, aumento de peso, apego ao passado...
No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga.
Na entrada, restringem o fluxo da vida.
Empilhadas no chão, nos puxam 'para baixo'.
Acima, são 'dores de cabeça'.
Sob a cama, poluem o sono.
Então.... Se dona Francisca falou e o feng shui concordou, nada de moleza!
-'Oito horas para trabalhar, oito para descansar, oito para se cuidar!', diz a comadre. -'E nada de limpar só por onde o padre passa...'


'DESTRALHE-SE'
Perguntinhas úteis na hora de liberar os armários:
Por que estou guardando isso?
Será que tem a ver comigo hoje?
O que vou sentir ao liberar?
E vá fazendo pilhas separadas de doar, vender e jogar fora.
Depois de destralhar, jogue sal grosso nos ralos.
Ponha um prato com carvão no quarto (tira os cheiros e os fluidos ruins).
Deixe um ramo de boldo em um copo com água para purificar.
Passou de bom!
Para destralhar mais, livre-se de barulhos e luzes fortes, cores berrantes, odores químicos, revestimentos sintéticos, libere mágoas, pare de fumar, diminua o uso da carne, termine projetos inacabados.
'Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará.
Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá', arremata o mestre Jesus, no evangelho de Tomé.
Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente, diz a sabedoria oriental.
O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.
Dona Francisca me conta que as frutas nascem azedas e, no pé, vão ficando docinhas com o tempo.
-'A gente deveria de ser assim', ela diz. -'Destralhar ajuda a adocicar.'
'Merecemos ter para ser', diz um mestre de feng shui.
Se os sábios concordam, não sou eu que vou discordar...
'As pessoas realmente ligadas não precisam de ligação física. Quando se reencontram, mesmo depois de muitos anos afastados, sua amizade é tão forte quanto sempre.'
( Deng Ming-Dao )

Texto: Carlos Solano

30 de out de 2010

A Biologia da Crença



Muito temos ouvido sobre a união entre ciência e espiritualidade, mas poucos tem acesso as mais recentes comprovações científicas. Um dos livros mais interessantes que li, fala sobre as evidências da interação entre mente e autocura.
Tenho indicado como leitura complementar ao tratamento Homeopático de meus pacientes, o livro Biologia da Crença, escrito por um Biólogo renomado, que mudou o paradigma da Biologia atual.
Abaixo um artigo resumido deste livro, que vale à pena ser lido.


Em A Biologia da Crença, Lipton explica a íntima relação entre mente e corpo e o poder do pensamento na cura. Novas descobertas oferecem uma imagem diferente. Em 1988, uma pesquisa revelou que, quando estressados, os organismos têm mecanismos de adaptação molecular para selecionar genes e alterar seu código genético. Ou seja, eles podem mudar sua genética em resposta a experiências ambientais. Outros estudos mostram que a biosfera (todos os animais e plantas) é uma gigantesca comunidade integrada que se baseia em uma cooperação das espécies. A natureza não se importa com indivíduos numa espécie, mas com o que a espécie como um todo está fazendo para o ambiente.Segundo a nova biologia, a evolução: 1) não é um acidente; 2) baseia-se em cooperação. Uma teoria mais recente sobre o tema ressaltaria a natureza da harmonia e da comunidade como uma força motriz por trás da evolução.
Como o senhor concluiu que podemos comandar e mudar nossas células e genes?
Minhas primeiras idéias científicas basearam-se em experiências que comecei em 1967, usando culturas de células- tronco clonadas. Nesses estudos, células geneticamente idênticas foram inoculadas em três placas de cultura, cada qual com um diferente meio de crescimento. Em uma placa, as células tronco se tornaram músculo; em outra, células ósseas; na terceira, células de gordura. Meus resultados, publicados em 1977, revelam que o ambiente controlou a atividade genética das células.Esses estudos mostram que os genes propiciam o surgimento de células com "potenciais", os quais são selecionados e controlados pela célula a partir de condições ambientais. As células ajustam dinamicamente seus genes de forma que eles possam adaptar-se às demandas do ambiente.Mais tarde, descobri que a membrana celular equivalia ao cérebro da célula. No desenvolvimento humano, a pele embriônica é a precursora do cérebro. Nas células e no ser humano, o cérebro lê e interpreta a informação ambiental e então envia sinais para controlar as funções e o comportamento do organismo.


Quem está no comando do nosso corpo?
Nas primeiras semanas do desenvolvimento do embrião, os genes basicamente controlam o desenvolvimento do plano corporal de um humano (criam dois braços, duas pernas, etc.). Uma vez que o embrião toma a forma humana (torna-se um feto), os genes assumem uma posição secundária, controlando o desenvolvimento do corpo pela informação ambiental. Durante esse período, a estrutura e a função do corpo fetal são ajustadas em resposta à percepção do ambiente da mãe, que, via placenta, influencia a genética e a programação comportamental do feto.A "leitura" dos sinais ambientais (no útero e após o nascimento) capacita as células do corpo e seus genes a fazer ajustes biológicos para sustentar a vida. Como os sinais ambientais são lidos e interpretados pelas "percepções da mente", a mente se torna a força básica que, em última instância, modela a vida de uma pessoa.

Como os campos energéticos controlam a bioquímica do corpo?
As funções do corpo derivam do movimento das moléculas (basicamente proteínas). As moléculas mudam de forma em resposta a cargas eletromagnéticas ambientais. Influências físicas tais como hormônios e remédios podem oferecer essas cargas elétricas indutoras de movimento. Mas campos de energia vibracional harmonicamente ressonantes também fazem as moléculas mudar de forma e ativar suas funções. Enzimas de proteínas podem ser ativadas num tubo de ensaio por substâncias químicas e por freqüências eletromagnéticas, como ondas de luz.

Podemos evitar doenças enviando mensagens positivas para nossas células?
Só 5% das doenças humanas são relacionadas a defeitos genéticos de nascença. Portanto, 95% de nós nascemos com um genoma adequado a uma vida saudável. Para os doentes dessa maioria, a pergunta é: por que estamos tendo problemas de saúde? Reconhece-se hoje que o estilo de vida causa mais de 90% dos problemas de coração, mais de 60% dos casos de câncer e, talvez, todos os casos de diabete tipo 2. Quanto mais olhamos, mais vemos como nossas emoções, reações à vida, dieta pobre, falta de exercício e estresse modelam nossa vida. Como temos um controle significativo sobre nosso organismo, podemos reprogramar a saúde e a vida com nossas intenções. Se de fato soubessem como o seu organismo funciona, as pessoas poderiam influenciar sua saúde, e isso seria o melhor preventivo para a doença.

É possível remodelar nossos pensamentos mais profundos?
O problema é que não entendíamos como a mente trabalha. Temos duas mentes, a consciente e a inconsciente. Associamos a primeira à nossa identidade pessoal - é a mente pensante, racional. A mente subconsciente opera sem a supervisão da consciente - é a "mente automática". Se as crenças da mente subconsciente conflitarem com os desejos da mente consciente, quem ganhará? A resposta é clara: a mente subconsciente, pois ela é uma processadora de informações um milhão de vezes mais poderosa do que a outra e, como os neurocientistas revelam, opera em torno de 95% do tempo.Pensávamos que se a mente consciente se tornasse cônscia de nossos problemas, automaticamente corrigiria quaisquer programas negativos descarregados na mente subconsciente. Mas isso não funciona, porque a mente subconsciente é como um gravador - ela grava comportamentos (os fundamentais, na maioria, são armazenados antes dos seis anos de idade) e, ao se apertar um botão, o programa será repetido incontáveis vezes (hábitos). Não existe uma "entidade" na mente subconsciente que "ouça" o que a mente consciente quer.Pensamentos positivos funcionam quando a meta desejada é apoiada pelas intenções da mente consciente e pelos programas da mente subconsciente. Quanto a isso, existem três maneiras de mudar crenças velhas, limitantes ou sabotadoras na mente subconsciente: a meditação budista mindfulness, a hipnoterapia clínica e a chamada "psicologia da energia". Todos esses métodos são discutidos na seção "Resources" do meu site (http://www.brucelipton.com/).

Fonte: http://www.terra.com.br/revistaplaneta/edicoes/428/artigo89544-3.htm

27 de set de 2010

Doando idéias para salvar vidas




Amigos
Açoes como esta que compartilho aqui, podem fazer a diferença para todos nós!
Está na hora de sairmos do " nosso umbigo" e expandirmos nossas consciências em prol daqueles mais necessitados. Muitos certamente já se mobilizam de outras formas, e assim contribuem no anonimato auxiliando a tantos outros. Aqueles que ainda não foram tocados, o momento é de mobilização.
Acessem o site e sintam como podem participar.
Como somos todos UM, vamos lá!!!!!!!!
Paz e Bem!!!!!!



Missão:
doando.org é uma iniciativa internacional, sem fins lucrativos, que tem como objetivo principal estabelecer uma conexão direta e transparente entre fontes provedoras de recursos aqui denominadas como Doadores (Pessoa Física, Pessoa Jurídica, Anônimo), e prováveis receptores de tais recursos denominados aqui de Beneficiados (Entidades Carentes, Projetos, Comunidades Carentes e Grupos de Pessoas Carentes). Pretende atuar como um portal internacional de busca, divulgação e incentivo de doações ao serviço filantrópico mundial.
Todas as doações beneficentes são feitas diretamente às entidades, e a principal função de doando.org é prover um meio para possibilitar esta importante interação entre a fonte e o destino dos recursos, estimulando a doação em um sentido amplo, para gradativamente possibilitar um mundo mais justo e igualitário.
A iniciativa doando.org é mantida com recursos provenientes de Anunciantes que veiculam suas marcas no site, assim como de doações recebidas de Patrocinadores que nos apóiam nesta causa tão importante para o planeta.
Ajude-nos, faça sua doação e participe ativamente em prol de um mundo melhor e mais justo.
Administração de doando.org



Nossos Objetivos
- fornecer infra-estrutura virtual e acompanhamento pessoal, quando necessário, para captação e efetivação de doações beneficentes provindas de fontes diversas, de maneira rápida, transparente e desburocratizada;
- possibilitar a criação de um Cadastro de Entidades, de Projetos, de Comunidades, e de Grupos de pessoas carentes, denominados aqui como Beneficiados;
- possibilitar a criação de um Cadastro de Doadores, que disponibilizarão recursos em forma de doação direta aos Beneficiados escolhidos através do site, sob acompanhamento de doando.org ;
- avaliar, priorizar, selecionar e divulgar no site os Beneficiados conforme o grau de suas necessidades e abrangência de seus projetos, para estarem mais facilmente acessíveis pelas fontes Doadoras;
- estar aberto ao cadastramento, participação e publicação de banners de Empresas Anunciantes, que serão estrategicamente posicionados no site;
- possibilitar a participação de Patrocinadores, com o objetivo de manter em andamento os projetos da iniciativa doando.org , destacando seu interesse e empenho em manter a causa;
- formar Parcerias com empresas e grupos afins, no sentido de divulgar a iniciativa doando.org , aumentando assim a abrangência de atuação e participação da sociedade na ajuda beneficente como um todo. Com uma divulgação melhor e mais direcionada, uma maior parcela da sociedade carente é beneficiada;
- realizar um trabalho coletivo, honesto, transparente e efetivo, como meio de proporcionar mais dignidade a milhões de pessoas carentes que suplicam por compaixão, em todo o planeta.

Como Participar
Você pode participar da iniciativa doando.org em uma das seguintes maneiras:
0- divulgando o site em todos os meios disponíveis para que mais Entidades Carentes possam ser beneficiadas e mais Doadores sejam sensibilizados;
1- cadastrando-se como Doador e doando recursos diretamente para um Beneficiado;
2- cadastrando-se como um Beneficiado: Entidade Carente, Projeto ou Campanha, Comunidade Carente, ou Grupo de Pessoas Carentes, para receber diretamente recursos de Doadores;
3- cadastrando-se como Patrocinador do site, ajudando a manter a iniciativa;
4- cadastrando-se como Anunciante, divulgando sua marca e ajudando assim a manter a iniciativa;
5- cadastrando-se como Parceiro do site, ajudando a divulgar a marca doando.org;
Para se cadastrar como nas opções de 1 a 5, acesse:
http://doando.org/cadastrar
6- participando do site como Membro, e acompanhando o trabalho desenvolvido (você faz login com sua conta Google, Yahoo, Twitter, AIM, NetLog, ou OpenID)
7- registrando-se como Colaborador do blog/site (você pode participar como Autor ou Contribuidor do blog/site)
Para se registrar como nas opções 6 ou 7, acesse a barra direita na página principal:
http://doando.org

25 de set de 2010

" O caminho para escapar do sofrimento"


" Que sejam de PAZ nossos pensamentos".
O assunto abordado abaixo por Echart Tolle, tem tomado cada vez mais sentido para aqueles que estão cognitivamente sabendo o que fazer para se livrar do sofrimento; mas , entre saber o que fazer e para que fazer há ainda uma pequena diferença. O que fazer implica naquele que observa e percebe o caminho a ser percorrido, o para que fazer implica no que sente aquele que observa ... qual a finalidade essencial do caminho a percorrer.
Para SENTIR o caminho, só caminhando, entregando, aceitando e agradecendo a jornada, e esta é individual e intransferível.... cabe apenas a minha pessoa dar o 1º passo, e depois outro, sem nada esperar no final, mas vivendo intensamente cada passo, aproveitando a caminhada....

Aproveitem então sua jornada!
Paz e Bem!!!!!



"...A maior parte do sofrimento humano é desnecessária. Ele se forma sozinho, enquanto a mente superficial governa a nossa vida.
O sofrimento que sentimos neste exato momento é sempre alguma forma de não-aceitação, uma forma de resistência inconsciente ao que é. No nível do pensamento, a resistência é uma forma de julgamento. No nível emocional, ela é uma forma de negatividade. O sofrimento varia de intensidade de acordo com o posso grau de resistência ao momento atual, e isso, por sua vez, depende da intensidade com que nos identificamos com as nossas mentes. A mente procura sempre negar e escapar do Agora. Em outras palavras, quanto mais nos identificamos com as nossas mentes, mais sofremos. Ou ainda, quanto mais respeitamos e aceitamos o Agora, mais nos libertamos da dor, do sofrimento e da mente.
Por que a mente tem o hábito de negar ou resistir ao Agora? Porque ela não consegue funcionar e permanecer no controle sem que esteja associada ao tempo, tanto passado quanto futuro, e assim ela vê o atemporal Agora como algo ameaçador. Na verdade, o tempo e a mente são inseparáveis.
Imagine a Terra sem a vida humana, habitada apenas por plantas e animais. Será que ainda haveria passado e futuro? Será que as perguntas “que horas são?” ou “que dia é hoje?” teriam algum sentido para um carvalho ou uma águia? Acho que eles ficariam intrigados e responderiam: “Claro que é agora. A hora é agora. O que mais existe?”
Não há dúvidas de que precisamos da mente e do tempo, mas, no momento, em que eles assumem o controle das nossas vidas, surgem os problemas, o sofrimento e a mágoa.
Para ter certeza de que permanece no controle, a mente trabalha o tempo todo para esconder o momento presente com o passado e o futuro. Assim, a vitalidade e o infinito potencial criativo do Ser, que é inseparável do Agora, ficam encobertos pelo tempo e a nossa verdadeira natureza é obscurecida pela mente. Todos nós sofremos ao ignorar ou negar cada momento precioso ou reduzi-lo a um meio para alcançar algo no futuro, algo que só existe em nossas mentes, nunca na realidade. O tempo acumulado na mente humana encerra uma grande quantidade de sofrimento cuja origem está no passado.
Se não quer gerar mais sofrimento para você e para os outros, não crie mais tempo, ou, pelo menos, não mais do que o necessário para lidar com os aspectos práticos da sua vida. Como deixar de “criar” tempo? Tendo uma profunda consciência de que o momento presente é tudo o que você tem. Faça do Agora o foco principal da sua vida. Se antes você se fixava no tempo e fazia rápidas visitas ao Agora, inverta essa lógica, fixando-se no Agora e fazendo visitas rápidas ao passado e ao futuro quando precisar lidar com os aspectos práticos da sua vida. Diga sempre “sim” ao momento atual. O que poderia ser mais insensato do que criar uma resistência interior a alguma coisa que já é? O que poderia ser mais insensato do que se opor à própria vida, que é agora e sempre agora? Renda-se ao que é. Diga “sim” para a vida e veja como, de repente, a vida começa a trabalhar mais a seu favor em vez de contra você.
Às vezes, o momento atual é inaceitável, desagradável ou terrível.
As coisas são como são. Observe como a mente julga continuamente o comportamento, atribuindo nomes às coisas. Entenda como esse pAo observarmos o mecanismo da mente, escapamos dos padrões de resistência e podemos então permitir que o momento atual exista. Isso dará a você uma prova do estado de liberdade interior, o estado da verdadeira paz interior. Veja então o que acontece e parta para a ação, caso necessário ou possível.
Aceite, depois aja. O que quer que o momento atual contenha, aceite-o como uma escolha sua. Trabalhe sempre com ele, não contra. Torne-o um amigo e aliado, não seu inimigo. Isso transformará toda a sua vida, como por milagre. processo cria sofrimento e infelicidade.
Ao observarmos o mecanismo da mente, escapamos dos padrões de resistência e podemos então permitir que o momento atual exista. Isso dará a você uma prova do estado de liberdade interior, o estado da verdadeira paz interior. Veja então o que acontece e parta para a ação, caso necessário ou possível.
Aceite, depois aja. O que quer que o momento atual contenha, aceite-o como uma escolha sua. Trabalhe sempre com ele, não contra. Torne-o um amigo e aliado, não seu inimigo. Isso transformará toda a sua vida, como por milagre".

6 de set de 2010




"Nenhuma ciência, nenhum conhecimento é necessário além dos métodos simples aqui descritos: e os que quiserem obter maior benefício da Dádiva mandada por Deus serão os que a mantiverem pura como ela é: livre da ciência, livre das teorias, pois tudo na Natureza é simples." Edward Bach


Tão logo conheci a terapia Floral, há quase 18 anos, fiquei encantada, com a possibilidade de aliar este simples método terapêutico a Homeopatia, e assim tenho feito. Crianças, adolescentes, adultos, animais, plantas são beneficiados de forma ampla em várias circunstâncias, e a cada dia mais me apaixono pelas evidências. A ciência cartesiana ainda não tem meios de constatar( ainda bem...), porque como ele mesmo queria demonstrar, " tudo na Natureza é simples".
Encontrei no Blog Metamorfose, de uma amiga, este artigo que resume a biografia deste médico, que aqui compartilho.
Aproveito a oportunidade para convida-los a uma palestra que farei no próximo dia 13/09/10 sobre os Florais, no Map- Movimento de Amor ao Próximo, pela Associação Médico Espírita Carioca( AME)-
End: Estrada do Pau ferro , 325- Freguesia- Jacarepaguá, RJ
Horário: 19:30hs




Edward Bach nasceu em 24 de setembro de 1886, na Inglaterra, em uma pequena vila chamada Moseley. Desta infância vivida próxima ao campo nasceu o amor de Bach pela natureza. Conta-se que ele realizava longas caminhadas pelo campo e pelas montanhas. E que era capaz de ficar horas concentrado apreciando a natureza.
Era um ser dotado de grande compaixão, pois todo sofrimento, seja de que criatura fosse, despertava nele o desejo de ajudar e a vontade de amparar e curar. Este traço fez surgir cedo a vontade de ser médico ou pastor.
Com 16 anos terminou a escola. Antes de ir para a universidade trabalhou por 3 anos em uma fundição de cobre da família (1903). Seu desejo era fazer economia para custear parcialmente seus estudos, apesar de sua família possuir uma boa condição financeira. Bach, com sua índole determinada, já nutria fortes anseios de liberdade e independência. Aos 17 anos começou a trabalhar também junto a cavalaria de Worcestershire.
Segundo Nora Weeks , nesta fase da vida Bach já fazia críticas à medicina pois achava os tratamentos caros e pouco satisfatórios. E, observando nos funcionários da fundição o aspecto mental da doença, já pensava que poderia existir um método que curasse o corpo e tranqüilizasse a mente.
Aos 20 anos de idade iniciou seus estudos médicos. Em 1912 graduou-se médico em Londres. Lá ficou até 1930. Graduou-se também como bacteriologista, patologista e em saúde pública. Neste início de carreira até “evitava os parques de Londres, temendo que o chamado da natureza se mostrasse muito forte e o distraísse de seu trabalho ... achando que apenas nas alas e laboratórios do hospital descobriria como aliviar verdadeiramente os sofrimentos daqueles pacientes” .
Atendendo a dezenas de pacientes, se dedicando integralmente a medicina, Bach começou a observar que cada remédio tratava algumas pessoas, mas não outras. Ele se perguntava: porque isto? E começou a observar que as pessoas reagiam de forma diferente às doenças. O passo seguinte foi entender que as pessoas com os mesmos temperamentos reagiam melhor aos mesmos remédios ou aos mesmos métodos de cura. “A personalidade do paciente, o ser humano enfermo, era para Bach a principal indicação do tratamento exigido; o panorama da vida do paciente, suas emoções, seus sentimentos, eram todos pontos de importância fundamental no tratamento das incapacidades físicas” .
Um fator importante para entendermos a vida de Edward Bach é que ele, desde bebê, sempre teve uma saúde frágil. Teve que desistir de ser cirurgião em um hospital e não foi aceito como militar devido a esta fragilidade. Em 1917 teve um sério problema de saúde, que o levou a uma cirurgia de emergência. Seu estado era muito delicado e os médicos disseram-lhe que poderia ter apenas mais três meses de vida. Após algumas semanas de repouso ele voltou ao trabalho no laboratório. O trabalho intenso e uma formidável vontade de viver foram seus “remédios” nestes meses de recuperação. E para surpresa de muitos ele se curou. Esta experiência foi o momento crucial de confirmação de que o estado mental da pessoa está diretamente relacionado (como causa principal) à doença que afeta o corpo.
Bach foi um médico bem sucedido como clínico, como pesquisador (seus trabalhos científicos foram publicados em importantes revistas científicas) e como homeopata. Em 1922 teve seu primeiro contato com a homeopatia. Encontrou neste sistema muitas das idéias que estava desenvolvendo, como, por exemplo, “trate o paciente e não a doença”. Como ele, Hahnemann se guiava mais pelos sinais mentais do que os físicos para descobrir qual o remédio mais adequado para cada paciente. A identificação foi imediata, e Bach passou a usar o método da diluição e potencialização da homeopatia para produzir suas vacinas e outros remédios.
Sob o impulso da homeopatia Bach passou a buscar formas mais suaves e mais naturais de cura. Suas vacinas passaram a ser via oral (não mais injetável) e ele procurou na natureza os componentes dos medicamentos. Iniciou procurando por plantas e acabou encontrando as flores.
Nesta época ele passou a classificar as pessoas segundo tipos previamente definidos de comportamento. Acreditava que cada grupo-tipo identificado possuía sofrimentos comuns, que geravam as doenças, e que poderiam ser tratados por remédios naturais que curassem seus sofrimentos. “Como finalmente descobriu, ao tratar o temperamento ou o humor do paciente e não a doença, a espécie de doença, seu tipo, seu nome e duração não tinham qualquer conseqüência”.
Em 1928 descobre as três primeiras flores do sistema Bach: Impatiens, Mimulus, Clematis. Mas suas pesquisas só ganharam novo impulso quando ele tomou uma decisão radical: ir até a natureza, para lá pesquisar um novo sistema de cura. Em 1930 (com 43 anos) ele abandonou tudo (consultório, laboratório, fama, conforto) e partiu para uma vida no campo. Sua decisão foi tão radical que queimou tudo que havia escrito. Foi inicialmente para Gales, onde viveu modestamente em uma casa, tratando das pessoas sem cobrar, vivendo apenas com o mínimo necessário.
Durante os anos em que viveu no campo caminhou pela natureza, observou-a, contemplou-a e, principalmente, sintonizou sua intuição. Cuidou também de observar os homens, seus tipos, sofrimentos, manias, valores, crenças e doenças. Nesta nova fase de pesquisa seu instrumento principal não era a ciência e sim sua intuição, disciplina e capacidade de observação. Além, é claro, da sensibilidade. Pois foi através desta habilidade que ele testou em si as essências, antes de testa-las em seus pacientes.
Esta tremenda capacidade de perceber, intuir, sentir, observar só é encontrada em casos muito especiais. Bach, com certeza, era uma pessoa muito especial e que possuía maturidade, conhecimento, equilíbrio e bondade para utilizar de modo construtivo e positivo estas habilidades.
Em maio de 1930, Bach observou o orvalho em uma flor recebendo os raios solares. Intuiu que aquela gota exposta ao sol poderia estar magnetizada com as propriedades energéticas da flor. Imediatamente começou sua pesquisa. Coletava as gotas de orvalho de várias plantas, algumas que ficaram expostas ao sol, outras que ficaram à sombra. Testou em si, persistentemente, o efeito de cada um dos orvalhos recolhidos. Após exaustivas pesquisas Bach avaliou que as gotas expostas ao sol poderiam servir como remédios. Faltava, porém, saber quais plantas seriam utilizadas (e para o que) e ainda descobrir uma forma mais simples de coletar as essências das flores. Ainda em 1930 Bach resolveu testar um método de extração mais simples: colocar as flores em uma jarra com água exposta ao sol. Este método ganhou o nome de método solar.
Neste mesmo ano Bach escreve o livro “Cura-te a ti mesmo”, que revela de modo claro sua visão da doença como uma conseqüência dos estados mentais da pessoa. E descreve os melhores remédios como sendo aqueles que ajudam as pessoas a se livrarem dos estados mentais negativos que causam a doença.
Entre agosto de 1930 e a primavera de 1931 Bach morou na vila de Cromer, a beira mar. Após isto, voltou para Gales, foi para Londres, e mudou várias vezes. Na realidade ele ficou viajando pelo país a maior parte do tempo, procurando nos campos as plantas que curariam os estados mentais que já havia identificado. Até 1932 descobriu 12 flores.
Apesar das constantes viagens Bach não deixou de clinicar. Pacientes de vários lugares do país iam se consultar com ele. À medida em que suas pesquisas avançavam e seu conhecimento dos estados mentais amadurecia, mais e mais exemplos da eficiência deste modo de tratamento apareciam. Para sua satisfação ele via suas essências agirem mesmo em pacientes cujos problemas ele não havia conseguido melhorar quando utilizava a medicina tradicional. Este êxito inicial foi importante para mostrar que estava no caminho correto: as essências eram úteis e a forma de diagnosticar era correta.
Em 1932 fica dois meses em Londres clinicando, porém não se adapta a vida na cidade grande. Durante seu tempo livre visita os parques londrinos e escreve dois livros: Liberte-se e Os doze Remédios Curadores.
Nesta fase de suas pesquisas, Bach decidiu que deveria começar a popularizar suas descobertas. Escreveu artigos para o público em geral e colocou anúncios em jornais. Imediatamente o Conselho Britânico Médico o advertiu sobre os anúncios. Ele respondeu que estava divulgando algo que era útil e importante para as pessoas conhecerem. Este incidente, que terminou com a troca de algumas cartas, foi simbólico por demonstrar que a terapia floral ia além do campo restrito da medicina e que esta deveria ser praticada por curadores não médicos. O fato de Bach ter auxiliares não médicos foi motivo para outro problema com este Conselho, em 1936, pouco antes do seu falecimento.
Em 1933 descobre as outras 4 essências (correspondentes a mais quatro estados mentais) a que dá o nome de “Os Quatro Auxiliares”. Como o próprio nome indica estas essências teriam como função auxiliar o trabalho das outras doze essências já descobertas. Publica o livro: Os Doze Remédios Curadores e os Quatro Auxiliares.
Em 1934 cria a primeira versão do seu remédio mais famoso: Rescue (com Rock Rose, Clematis, Impatiens). Descobre outras três essências e os quatro auxiliares tornam-se sete. Muda-se para Sotwell, para uma casa chamada “Mount Vernon”.
Em 1935 Bach descobre 19 novas essências completando as 38 essências do seu sistema. Também descobre o método de extração por fervura. Foi um período intenso de trabalho, pois Bach normalmente observava nas pessoas e em si os estados mentais negativos e depois de identifica-los procurava pelas plantas necessárias para melhora-los, o que significava testar em si mesmo os efeitos das essências. Este intenso trabalho externo e interno desgastou muito sua energia e sua vitalidade, o que piorou muito sua frágil saúde. Ele necessitava descansar, mas o número de pacientes aumentava constantemente. Ele atendia a todos, sem cobrar, satisfeito em ver os resultados benéficos de suas essências.
Neste ano seus florais já eram utilizados em muitas cidades e até no exterior, com bons resultados. Para Bach o teste definitivo das suas essências e do seu método de diagnóstico era a cura dos pacientes.
Em 1936 escreve “Os Doze Remédios Curadores e Outros Remédios”, com uma descrição clara e simples das 38 essências e dos 38 estados mentais que elas curam. Sua obra estava terminada. Como a difusão apenas começava, encarregou seus dois principais assistentes desta tarefa. Em 27 de novembro de 1936 faleceu enquanto dormia (parada cardíaca).
Bach foi um homem que realizou o que sonhou: descobriu um método de cura simples e natural, de fácil compreensão e fácil aplicação. E ainda nos ajudou a entender a importância da mente na origem das doenças.



Autor: Regis S. Mesquita de Oliveira




23 de ago de 2010

Então quais são os vossos Sonhos?

Ha alguns meses tenho feito uma palestra chamada " Transformando seus sonhos em realidade", onde abordo a nossa responsabilidade em sermos co criadores de nossa realidade. Observo que ultimamente cada dia mais depende de nós "as mudanças que queremos ver no mundo", como dizia Gandhi.
Estamos imersos em uma teia de inúmeras possibilidades , onde a cada instante é preciso estarmos atentos as mensagens do Universo, as sincronicidades, as pessoas que interagem em nossa vida, nossos sonhos...
Este artigo que aqui posto, é uma " canalização" feita por Célia Fen, que visita muitos paises, divulgando mensagens de estímulo as pessoas que acreditam que tudo muda, e que estejam, dispostas a fazer sua parte.
Serve como um meio de nos animar a olhar para dentro e fazermos nossas próprias avaliações.


"...Este é o primeiro passo, saber o que é que vocês querem criar. Tantas pessoas são condicionadas pela sua cultura e as suas expectativas, e por uma necessidade de ganhar dinheiro. Eles perderam o contato com as suas verdadeiras paixões criativas e sonhos.
Primeiramente, determinem se os vossos sonhos são realmente os vossos sonhos, ou se vocês estão só trabalhando para algo que vocês foram condicionados para acreditar que era o certo para vocês. Explorem as vossas paixões. O que vocês amam fazer? O que vocês desejaram se tornar quando eram crianças? Como podem estes sonhos se tornarem uma parte da vossa realidade de adulto? E como estas paixões podem auxiliar a vossa vida?

Saibam, queridos Trabalhadores da Luz, que qualquer coisa que vocês escolhem para investir energia e paixão pode se transformar num importante caminho de vida e trabalho para vocês. É como vocês irão se ocupar para criar as estruturas que suportarão vossos sonhos.

Pois realmente, é nesta parte onde muitos de vocês são incapazes de seguirem adiante. Vocês foram condicionados para trabalhar dentro de estruturas criadas pelos outros, e então têm pouca habilidade em criar as vossas próprias estruturas físicas nas quais materializam os vossos sonhos.

Existem então dois passos para a Materialização Criativa:


- o primeiro é ser Criativo

- o segundo é o processo de Materialização
Criatividade:estão acessando o reino das idéias e conceitos. Estão achando o lugar onde os desejos e sonhos estão aproximadamente pensados e projetados no reino da imaginação.

Materialização: é o processo através do qual aqueles sonhos são atraídos para dentro da realidade física de forma a que os vossos sonhos se tornem uma realidade física no plano manifesto da existência.

Então, tomando em consideração estas duas fases, vamos ver como isto pode ser iniciado na pratica, de forma a que vocês possam começar o processo de criar milagres e ancorar os vosso sonhos.


O Sonho como uma Idéia ou Conceito
Os desejos e sonhos chegam a vocês porque eles são uma parte inerente da necessidade das vossas almas de crescerem, se aventurarem e serem criativos.
Um desejo é um motivo criativo para experimentar certos sentimentos e emoções na forma física. Um sonho é quando estes desejos se tornam tão fortes com o intuito de ser uma constante fonte de intenção, aspiração e foco.

Todos os desejos são mensagens das vossa almas sobre certos caminhos de crescimento e exploração. Mas vocês, como a parte do Ser em encarnação física, são quem tem o poder para decidir que sonhos e desejos procurar.

Um dos problemas desta altura é que porque a energia é tão propícia para a criação, vocês estão criando opções e aberturas tão rápido, que vocês não podem acompanhá-las, e então as coisas parecem promissoras e depois desaparecem. O segredo é selecionar e escolher. Vocês não podem fazer tudo de uma vez e não precisam. Há bastante tempo. Então escolham um sonho em particular e comecem o processo de exploração.


Definem o vosso Sonho
Isto destina-se a clarificar, qual é a vossa intenção e o que realmente vocês desejam criar.
Por exemplo, se vocês sonham com um jardim bonito, repleto de plantas saudáveis e abundante energia elemental, então comecem a ver isto na vossa imaginação.

É importante nesta fase ver isso e senti-lo como um sentimento num nível profundo. O aspecto criativo do vosso ser não é linguístico, mas holográfico ou visual, responde e funciona a sinais visuais em vez do idioma verbal. Então, para aquelas imagens holográficas de um desejado e possível futuro, adicionem o combustível da alegria, gratidão e expectativa positiva. O vosso milagre está a caminho!

Ainda que vocês só tenham um pequeno pedaço de terra vazia, ou algumas plantas de vaso num peitoril de janela, vocês podem começar agora mesmo a criar o vosso próprio belo jardim usando estas técnicas.


Fazendo o Trabalho: criando uma estrutura em que o vosso Sonho se possa manifestar
Este é o mais importante passo para criar um espaço físico intencional para a manifestação do vosso sonho. Estão criando uma "ponte" pela qual a energia pode passar dos reinos conceitual e espiritual para dentro do físico.
O Arcanjo Michael chama isto de "abrir canais" através dos quais a energia pode fluir para vocês e começar a manifestar o que vocês sonharam e desejaram. Aqui também é onde o papel da sincronicidade entra. O reino energético adora o jogo da sincronicidade ou de atração de energias semelhantes. Vocês descobrirão isto assim que vocês conseguirem levar um sonho para esta fase, vocês começarão a atrair para vocês pessoas e oportunidades que ajudarão vocês a construírem ou a estruturarem o vosso sonho.

O vosso papel é para estarem abertos a estas oportunidades e poderem fazer uso do que é oferecido para vocês pelo reino Espiritual ou Energético em resposta ao que foi enviado aos vosso desejos e sonhos. As reações e "respostas" enviadas pelo vosso Aspecto Superior e Espírito também dirão a vocês onde poderiam precisar fazer um pequeno "ajuste" no vosso sonho.

Nesta fase é bom seguir os princípios da "Visualização Criativa". Abram um arquivo ou um Diário e comecem a planejar como o vosso sonho se manifestará. No exemplo do jardim, vocês poderiam colecionar retratos das plantas que vocês querem, descubram informações sobre clima, recursos de rega e fertilizante. Faça um curso de jardinagem ou um curso de paisagismo, para encontrar pessoas com sonhos e paixões semelhantes. Deste modo, vocês começam a criar as fundações ou estruturas dentro das quais os vossos sonhos podem se manifestar.


Obter apoio para o vosso sonho
Esta é frequentemente uma área difícil para ancorar um sonho, porque na Nova Terra todos os projetos de manifestação são projetos de grupo em que os conceitos de compartilhar e apoio são chaves.
Na energia da Velha Terra era possível alcançar coisas "sozinhos" se vocês tivessem o dinheiro suficiente para comprar o apoio que vocês precisavam. Mas, dinheiro não é a moeda corrente da Nova Terra. é por isso que tantos Trabalhadores da Luz estão lutando com recursos financeiros agora mesmo. A vossa orientação está mostrando a vocês que dinheiro não é o que é necessário para criar os vosso sonhos e a Nova Terra. É participação, apoio e compartilhar.

De fato, pode ser dito que a moeda corrente da Nova Terra é amor incondicional, compartilhando e apoiando. Então, quanto mais vocês puderem compartilhar os seus sonhos com outros, mais suporte vocês podem obter para colocar aquelas estruturas no lugar e começar a manifestar os vossos sonhos.

Então, agora para fazer do vosso projeto do jardim uma realidade, vocês têem o suporte e ajuda das pessoas com intenções e sonhos semelhantes . Elas trocam plantas, idéias e trabalho no empenho criativo de fazerem belos jardins. Os seus serão apoiados em manifestação se vocês também apoiarem os sonhos e desejos de outros. É um processo de compartilhar e de gentileza que ajuda a criar milagres.


Ancorando o Sonho
Por esta fase vocês terão todas as oportunidades em sincronismo e as pessoas que vocês precisam para manifestarem o vosso sonho. E agora é com vocês segurar a energia e focar isto em manifestação.
Muitos sonhos falham até mesmo nesta fase final porque o sonhador perde interesse e o foco, e começam a sonhar com qualquer outra coisa, deste modo começando um total novo ciclo de manifestação. Reter a visão e concentrar o empenho e energia são componentes chaves para manifestar com sucesso os sonhos na realidade.

E os ingredientes secretos aqui são diversão e gratidão. Vocês devem apreciar o que vocês estão fazendo. Deve dar a vocês prazer e uma sensação de realização. E com isto precisam de ter em conjunto uma profunda gratidão pela alegria das vossas criações. Até Deus disse "Foi bom" quando ele visualizou as suas criações. Então, reconheçam o que vocês criaram, vejam o quão bom elas são, e permitam que elas cresçam e se tornem ainda melhores.

A diversão e gratidão asseguram sucesso. Quando outros virem estes aspectos, eles quererão compartilhar e se unirão a vocês nos vossos sonhos. E então o seu jardim tomará forma!


A Nova Terra
Meus queridos Trabalhadores da Luz, a Nova Terra é o jardim que vocês estão criando. Vocês podem ver isto? Vocês podem sentir isto? Isto é divertido? Vocês estão agradecidos? Você está compartilhando e amando e crescendo?
Nós sabemos que muitos de vocês estão profundamente exaustos depois da transição e da sua particular libertação e processos de equilíbrio. Mas a energia agora é favorável para criar o jardim do paraíso que é a Nova Terra.

Usem os princípios para ancorar e criar os vossos sonhos, a nível pessoal e a nível global.

É hora de mudar os vossos sonhos do vosso espaço "da cabeça" para a manifestação física.

Vocês têm as chaves!

Vocês são os Criadores!

Divirtam-se no Novo jardim da Terra!

E não se esqueçam de dizer Obrigado"!

Por Celia Fen

2 de ago de 2010

REMÉDIO PARA NÃO ENVELHECER




Alguns de nós envelhecemos,de fato, porque não amadurecemos.

Envelhecemos quando nos fechamos a novas ideias e nos tornamos radicais.
Envelhecemos quando o novo nos assusta.

Envelhecemos quando pensamos demasiadamente em nós próprios
e nos esquecemos dos outros.

Envelhecemos quando deixamos de lutar!

Ora, todos estamos matriculados na escola da vida,
onde o mestre é o tempo.
E, a vida só pode ser compreendida olhando-se para trás.
...Mas, só pode ser vivida, olhando-se para a frente.

Na juventude, aprendemos...
e com a idade, compreendemos.

O Ser Humano é como os vinhos:
a idade estraga os maus
mas melhora os bons.

Envelhecer não é preocupante.
Ser olhado como velho é que o é.
Envelhecer é passar da paixão à compaixão.

Nos olhos do jovem arde a chama.
Nos do velho brilha a luz.

Não existe pois idade,
já que somos nós que a criamos.
Se não acreditares na idade,
não envelhecerás até ao dia da tua morte.

Pessoalmente, não temos idade: temos vida!

Não deixes que a tristeza do passado e o medo do futuro
te estraguem a alegria do presente.

A vida não é curta,
as pessoas é que ficam mortas tempo demais.
A passagem do tempo deve ser uma conquista e não uma perda.

UM AUTOR DESCONHECIDO

15 de jul de 2010

O Filme


"Fé inabalável é somente aquela que pode encarar a razão face a face,
em todas as épocas da humanidade"
Allan Kardec


Amigos:


É um marco para a doutrina, podermos alavancar uma nova forma de pensar, para aqueles que desconhecem seus ensinamentos. É também uma oportunidade para re availarmos nossos propósitos de vida... ficção? quem sabe... possibilidades, consolação, alento...

O filme em breve estará em mais de 5000 salas em todo país, e podemos contribuir divulgando, convidando amigos que tenham muitas perguntas ainda sem respostas, e deixando que cada um sinta no coração suas próprias respostas, independente de credo ou convicções pré estabelecidas.

É um filme para todos!

Paz e bem




Dra. Myrian Marino Martins Soares
Médica Homeopata - Pediatra
Vice Presidente da Associação Médico Espírita Carioca - AME Carioca




6 de jul de 2010

Conhecendo um pouco mais de Nosso Lar


Baseado na obra psicografada por Chico Xavier, o filme mostra André Luiz em sua vida no mundo espiritual, após o seu desencarne. Um exemplo de vivência com inúmeros detalhes, do Vale dos Suicídas, o Umbral e é claro, a cidade espiritual de Nosso Lar, conforme o livro, localizada proxíma ao Rio de Janeiro.

O Livro Nosso Lar é um sucesso e já foi considerado um dos melhores livros espíritas do século XX. Além do livro, Nosso Lar também conta com uma audionovela e agora com o filme com estreia no dia 03 de setembro de 2010.

Saiba mais sobre Nosso Lar, André Luiz e o filme que será lançado em setembro:


Colônia Espiritual de Nosso Lar

Na época do alegado relato do espírito André Luiz, aproximadamente por volta de 1950, Nosso Lar contaria com uma média de um milhão de habitantes espirituais, divididos entre várias tarefas, dentro e fora da colônia, designadas pela governadoria, em seus seis ministérios, a saber: Regeneração, Auxílio, Esclarecimento, União Divina, Comunicação e Elevação.
Dividida em setores de trabalho, lazer e residenciais, como qualquer metrópole terrena, a cidade de Nosso Lar apresentaria em sua planta um formato semelhante a uma grande estrela de seis pontas, ficando a Governadoria ao centro e em cada ramificação lateral a área destinada a cada um dos ministérios. Contaria ainda com postos de socorro espiritual espalhados por vários pontos das regiões do Brasil.

O personagem principal do livro e também autor narra a história em 50 capítulos de sua subida após seu desencarne. No filme, André Luiz é interpretado por Renato Prieto.

O Filme

Nosso Lar, o Filme, estreia no dia 03 de setembro deste ano. Algumas pessoas já comentaram sobre o filme e o elenco mostrou um making off exclusivo e inédito no 3º Congresso Espírita Brasileiro no primeiro dia do evento.

http://blog.cefak.org.br

24 de jun de 2010

A Chama da Alma


Havia um rei que apesar de ser muito rico, tinha a fama de ser um grande doador, desapegado de sua riqueza. De uma forma bastante estranha, quanto mais ele doava ao seu povo, auxiliando-o, mais os cofres do seu fabuloso palácio se enchiam.

Um dia, um sábio que estava passando por muitas dificuldades, procurou o rei. Ele queria descobrir qual era o segredo daquele monarca.

Como sábio, ele pensava e não conseguia entender como é que o rei, que não estudava as sagradas escrituras, nem levava uma vida de penitência e renúncia, ao contrário, vivia rodeado de luxo e riquezas, podia não se contaminar com tantas coisas materiais.

Afinal, ele, como sábio, havia renunciado a todos os bens da terra, vivia meditando e estudando e, contudo, se reconhecia com muitas dificuldades na alma. Sentia-se em tormenta. E o rei era virtuoso e amado por todos.

Ao chegar em frente ao rei, perguntou-lhe qual era o segredo de viver daquela forma, e ele lhe respondeu: "Acenda uma lamparina e passe por todas as dependências do palácio e você descobrirá qual é o meu segredo."

Porém, há uma condição: se você deixar que a chama da lamparina se apague, cairá morto no mesmo instante.

O sábio pegou uma lamparina, acendeu e começou a visitar todas as salas do palácio. Duas horas depois voltou à presença do rei, que lhe perguntou: "Você conseguiu ver todas as minhas riquezas?"

O sábio, que ainda estava tremendo da experiência porque temia perder a vida, se a chama apagasse, respondeu: "Majestade, eu não vi absolutamente nada. Estava tão preocupado em manter acesa a chama da lamparina que só fui passando pelas salas, e não notei nada."

Com o olhar cheio de misericórdia, o rei contou o seu segredo:

"Pois é assim que eu vivo. Tenho toda minha atenção voltada para manter acesa a chama da minha alma que, embora tenha tantas riquezas, elas não me afetam."

"Tenho a consciência de que sou eu que preciso iluminar meu mundo com minha presença e não o contrário."

O sábio representa na história as pessoas insatisfeitas, aquelas que dizem que nada lhes sai bem. Vivem irritadas e afirmam ter raiva da vida.

O rei representa as criaturas tranqüilas, ajustadas, confiantes. Criaturas que são candidatas ao triunfo nas atividades que se dedicam. São sempre agradáveis, sociáveis e estimuladoras.

Quando se tornam líderes, são criativas, dignas e enriquecedoras.

Deste último grupo saem os que promovem o desenvolvimento da sociedade, os gênios criadores e os grandes cultivadores da verdade.

Momento Espírita

19 de jun de 2010

Declaro-me vivo!



Saboreio cada momento.
Antigamente me preocupava
quando os outros falavam mal de mim.

Então fazia o que os outros queriam,
e a minha consciência me censurava.

Entretanto, apesar do meu esforço
para ser bem educado,
alguém sempre me difamava.


¡Como agradeço a essas pessoas,
que me ensinaram que a
vida é apenas um cenário!

Desse momento em diante,
atrevo-me a ser como sou.

A árvore anciã me ensinou
que somos todos iguais.

Sou guerreiro:
a minha espada é o amor,
o meu escudo é o humor,
o meu espaço é a coerência,
o meu texto é a liberdade.

Perdoem-me,
se a minha felicidade é insuportável,
mas não escolhi o bom senso comum.

Prefiro a imaginação dos indios,
que tem embutida a inocência.

É possível que tenhamos que ser apenas humanos.

Sem Amor nada tem sentido,
sem Amor estamos perdidos,
sem Amor corremos de novo o risco de estarmos
caminhando de costas para a luz.

Por esta razão é muito importante
que apenas o Amor
inspire as nossas ações.

Anseio que descubras
a mensagem por detrás das palavras;
não sou um sábio,
sou apenas um ser apaixonado pela vida.

A melhor forma de despertar
é deixando de questionar se nossas ações
incomodam aqueles que dormem ao nosso lado.

A chegada não importa,
o caminho e a meta são a mesma coisa.

Não precisamos correr para algum lugar,
apenas dar cada passo com plena consciência.

Quando somos maiores que aquilo que fazemos,
nada pode nos desequilibrar.

Porém, quando permitimos
que as coisas sejam maiores do que nós,
o nosso desequilíbrio está garantido.

É possível que sejemos apenas água fluindo;
o caminho terá que ser feito por nós.

Porém, não permitas que o leito escravize o rio,
ou então, em vez de um caminho, terás um cárcere.

Amo a minha loucura
que me vacina contra a estupidez.

Amo o amor que me imuniza
contra a infelicidade que prolifera,
infectando almas e atrofiando corações.

As pessoas estão tão acostumadas
com a infelicidade,
que a sensação de felicidade
lhes parece estranha.

As pessoas estão tão reprimidas,
que a ternura espontânea as incomoda,
e o amor lhes inspira desconfiança.

A vida é um cântico à beleza,
uma chamada à transparência.

Peço-lhes perdão, mas….
¡ DECLARO-ME VIVO!

Chamalú Indio Quechua

12 de jun de 2010

Festa Julina da Casa de Repouso São Francisco de Paula




Está chegando a Festa Julina da Casa de Repouso São Francisco de Paula!!!!!
É momento de muita confraternização, animação, e contribuição para esta Casa que faz um trabalho maravilhoso com os 60 idosos que lá residem.
Seremos brindados com momentos de dança ao lado dos nossos vovôs e vovós que esperam ansiosamente por este dia!!!
Venham e contribuam com uma muda de Planta Medicinal para começarmos o replantio do canteiro que lá existe há 9 meses. Também são bem vindos , doces ou salgados para a nossa festa.

Endereço: Estrada do Rio Grande 4730- Taquara- RJ
Data: 17/07/10- sábado
Horário: 14:30hs às 18hs
Contribuição: Mudas de Plantas Medicinais

Desde já, agradecemos sua visita!!!!
Myrian e Nelson

5 de jun de 2010

Entre Você e Deus...



Muitas vezes, as pessoas são egocêntricas,
ilógicas e insensatas.
Perdoe-as, assim mesmo.
Se você é gentil,
as pessoas podem acusá-lo de egoísta, interesseiro.
Seja gentil, assim mesmo.

Se você é um vencedor,
terá alguns falsos amigos e inimigos verdadeiros.
Vença, assim mesmo.
Se você é honesto e franco,
as pessoas podem enganá-lo.
Seja honesto e franco, assim mesmo.

Se você tem paz e é feliz,
as pessoas podem sentir inveja.
Seja feliz, assim mesmo.
O bem que você faz hoje,
pode ser esquecido amanhã.
Faça o bem, assim mesmo.

Dê ao mundo o melhor de você,
mas isso pode nunca ser o bastante.
Dê o melhor de você, assim mesmo.
Veja você que, no final das contas,
É ENTRE VOCÊ E DEUS.

Madre Teresa de Calcutá



PARA SERES ESPECIAIS
Madre Teresa de Calcutá



Tem sempre presente,
que a pele se enruga,
que o cabelo se torna branco,
que os dias se convertem em anos,
mas o mais importante não muda!
Tua força interior e tuas convicções
não têm idade.
Teu espírito é o espanador
de qualquer teia de aranha.
Atrás de cada linha de chegada,
há uma de partida.
Atrás de cada trunfo, há outro desafio.

Enquanto estiveres vivo, sente-te vivo.
Se sentes saudades do que fazias,
torna a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amareladas.
Continua,
apesar de todos esperarem que abandones.
Não deixes que se enferruje
o ferro que há em você.
Faz com que em lugar de pena, te respeitem.
Quando pelos anos não consigas correr, trota.
Quando não possas trotar, caminha.
Quando não possas caminhar, usa bengala.
Mas nunca te detenhas!!!!!

23 de mai de 2010

Sinto, logo existo


Como sempre, ando atenta a tudo ao meu redor... sem stress, apenas me colocando como observadora , e talvez por isso meus canais de percepção vem se ampliando... os sinais que o Universo nos envia constantemente, quando não estamos PRESENTES, nos passam desapercebidos, e quantas " mensagens" teriam implícitas nossas escolhas... Estas mensagens as vezes nos chegam atravez de sensações subjetivas, idéias, artigos, notícias, propagandas, natureza ao nosso redor... só que na grande maioria das vezes, andamos pela vida meio robotizados e nem nos damos conta destes sinais... mas a hora é esta, de DESPERTAR.
Por isso, vamos seguir o fluxo desta natureza Divina em nós, e " antenar" nossos sistemas, para quem sabe nos tornarmos responsáveis por melhores enredos de vida!
Leiam este artigo, e observem seus pensamentos e sentimentos
.



"... Mais um dia para a sua vida. Você pode continuar perseguindo seus sonhos, seus objetivos. Há tempo ainda na sua agenda para colocar planos em andamento. Mas coloque também significado nos seus planos.
Não adianta ter por ter; ou conquistar simplesmente por conquistar e se afirmar.
Coloque significados em tudo o que fizer , e sua vida ganhará outra dimensão, o que fará suas conquistas apenas passos para a revelação de sua natureza Divina.
Mas, como esta é uma aventura humana, seja prático também e trabalhe com afinco e inteligência. Não fique esperando somente os DEUSES. Quem só espera, não dá chance para o DIVINO atuar.
Não precisa ter pressa. O mais importante, é a precisão. Será que você está na direção certa?
Tenha cuidado de observar e estar atento a tudo, principalmente aos detalhes; e lembre-se que da observação perspicaz do que está a sua volta, é que será possível enxergar novas oportunidades e novos caminhos.
Você SENTE, logo EXISTE! Isso dá um melhor sentido ao pensar, como dizia Descartes. Junte os dois. SINTA PENSANDO; PENSE SENTINDO!
Essa é a combinação que fortalecerá sua ética em relação a tudo.
Não deixe o mau humor ( o seu e o dos outros )contaminar o seu dia e atrapalhar o ritmo e a harmonia do ambiente.
O dia cobrará de você infinitas escolhas.
Seja sábio ouvindo a voz que vem de dentro e será mais fácil decidir-se pelo melhor".

Irineu Toledo- radialista.

18 de mai de 2010

Pedido de demissão da vida adulta

Há mensagens que traduzem nossos pensamentos e sentimentos instantaneamente, e esta aqui é uma delas. Talvez já a tenhamos lido tantas outras vezes , e nem paramos para perceber se calava fundo ou não em nós.
Aliás quando somos movidos por pura inspiração , brotam textos assim ... se eu escrevesse algo como a pureza do coração da visão de um coração de criança, certamente seria assim!
Grata a você amigo , que tão sutilmente transmitiu o que aqui deixo registrado!

" Venho por meio desta, apresentar oficialmente meu pedido de demissão da categoria dos adultos.

Resolvi que quero voltar a ter as responsabilidades e as idéias de uma criança.

Quero acreditar que o mundo é justo, e que todas as pessoas são honestas e boas.

Quero acreditar que tudo é possível.

Quero que as complexidades da vida passem despercebidas por mim, e quero ficar encantada com as pequenas maravilhas deste mundo.

Quero de volta uma vida simples e sem complicações.

Estou cansada de dias cheios de papéis inúteis, computador, notícias deprimentes, contas, fofocas, doenças, e a necessidade de atribuir um valor monetário a tudo que existe.

Não quero mais ter que inventar jeitos para ganhar dinheiro para pagar por coisas que verdadeiramente não necessito.

Não quero mais dizer adeus a pessoas queridas e, com elas, a uma parte da minha vida. Elas ficam, a partir de agora, eternamente vivas no meu mundo da imaginação.

Quero deitar a cabeça em meu travesseiro todas as noites, chamar ao Deus Todo-Poderoso de "Papai do Céu" e apagar cinco segundos depois.

Quero ter a certeza de que Ele está mesmo no céu, e que durante o sono nos encontramos e conversamos um monte.

Quero ir tomar café da manhã na padaria da esquina, e achar bem melhor do que um restaurante cinco estrelas.

Quero viajar ao redor do mundo no barquinho de papel que vou navegar numa poça deixada pela chuva. A mesma chuva que me molhou inteira porque continuei brincando na rua.

Quero jogar pedrinhas na água e ter tempo para olhar as ondas que elas formam.

Quero andar me equilibrando nos paralelepípedos como se fosse a grande equilibrista do circo.

Quero achar que as moedas de chocolate são melhores do que as de verdade, porque posso comê-las e ficar com a cara toda lambuzada.

Quero levar duas horas comendo o meu Galack, torcendo para que ele nunca acabe.

Quero ficar feliz quando amadurece a primeira manga, ou quando tenho que colher todas as goiabas para fazer doce na panela de barro.

Quero poder passar as tardes de verão à sombra de uma árvore, construindo castelos no ar e dividindo-os com meus amigos.

Quero voltar a achar que chicletes e picolés são as melhores coisas da vida.

Quero que as maiores competições em que eu tenha de entrar sejam um jogo de cartas, dominó ou fazer túneis na areia da praia ...

Eu quero voltar ao tempo em que tudo o que eu sabia era o nome das cores, dos números de 1 a 10, das cantigas de roda, recitar a "Batatinha quando nasce" e isso não me incomodava nadinha, porque eu não tinha a menor idéia de quantas coisas eu ainda não sabia...

Voltar ao tempo em que se é feliz, simplesmente porque se vive na bendita ignorância da existência de coisas que podem nos preocupar e aborrecer.

Eu quero acreditar no poder dos sorrisos, dos abraços, dos agrados, das palavras gentis, da verdade, da justiça, da paz, dos sonhos, da imaginação, dos castelos no ar e na areia. E o que é mais: quero estar convencida de que tudo isso vale muito mais do que o dinheiro!

Por isso, tomem aqui as chaves do carro, a lista do supermercado, as receitas do médico, o talão de cheques, os cartões de crédito, o contracheque, os crachás de identificação, o pacotão de contas a pagar, a declaração de renda, a declaração de bens, as senhas do meu computador e das contas no banco, e resolvam as coisas do jeito que quiserem. A partir de hoje, isso é com vocês, porque eu estou me demitindo da vida de adulto.

Agora, se você quiser discutir a questão, vai ter de me pegar, porque...

PIQUE! O PEGADOR ESTÁ COM VOCÊ! e, para sair do pegador, só tem um jeito: demita-se você também dessa sua vida chata de adulto, e venha brincar comigo. Vamos andar na chuva sem medo do resfriado.

NÃO TENDO MEDO DE SER FELIZ!


Aqui estão alguns dos nossos mais profundos, sinceros e ocultos desejos.

A simplicidade do universo de uma criança faz muita falta em nossos dias, em nossos corações.

A ambição e o egoísmo acabam sempre se tornando maiores. Nesse estado, julgamos, criticamos e atacamos. Sofremos.

Na pureza de uma criança somos como O SOL que irradia luz e alegria para todos, indiscriminadamente.

Por isso, de vez em quando, demita-se!

Ou melhor, viva como se estivesse eternamente demitido de tanta complicação. Comece agora a estudar a possibilidade de enxugar a enorme quantidade de gordura que existe nas exigências da sua vida. Celular? Cartões? Empregada? Faxineira? Seguros? Carros?

Afaste-se das complicações criadas pelo mundo dos adultos. Dos sentimentos mesquinhos e pequenos deste mundo.

E fique mais próximo do único sentimento que realmente vale a pena: a PAZ e vontade de desfrutar a vida, ou seja, brincar.

E viva mais feliz!"

Martinho Ferreira

16 de mai de 2010

Ciclo de Palestras em Medicina Integrativa



Dando continuidade ao Ciclo de Palestras iniciado em abril/2010, no RJ, divulgo abaixo o calendário para os meses de junho e julho de 2010.
A cada encontro novos amigos tem se unido a nós e certamente estamos sendo beneficiados por esta troca ímpar.
Deixo aqui registrado meus sinceros agradecimentos a todos aqueles que direta ou indiretamente tem contribuido para o sucesso do mesmo.


PALESTRAS:

02/06//2010 “O Poder da Respiração”
Marise Ferrer – Fisioterapeuta, Instrutora Voluntária da Fundação Arte de Viver e Instrutora de Yoga

09/06/2010 “Alergia – O que é preciso saber?”
Dr. Silvio Lima Filho – Médico Alergista

16/06/2010 “Liberdade e Justiça Social – Mesa Redonda”( transferida para Agosto)
Renato Murad - Empresário

23/06/2010 “Yogoterapia Hormonal”
Amélia Maria de Matos – Profª de Educação Física, Instrutora Voluntária da Fundação Arte de Viver e Instrutora de Yoga

30/06/2010 “Uma Família Sob Deus”
Pastor Rigoberto F. da Silveira – Diretor da Filial RJ da Associação das Famílias para Unificação e Paz Mundial

07/07/2010 “Uma Visão Integral do Ser Humano”.
Dra. Margarida Ranauro – Engenheira, Coach Pessoal

14/07/2010 “Meio Ambiente, Alimentação e Saúde”
Gilberto Martin Magalhães – Apicultor

21/07/2010 “Teia da Vida – Rede de Ações – Projeto Oficina do Cuidado”
Dra. Solange Fagundes – Mestre em Ciências

28/07/2010 ”Porque é Tão Difícil a Convivência?”
Dra. Adriana Provedel – Psicóloga Clínica


COORDENAÇÃO: Dra. Myrian Marino Martins Soares - Médica Homeopata, Coach Pessoal
Dra. Sheila Dutra Garcia – Farmacêutica - Homeopatia

LOCAL: ASSOCIAÇÃO DAS FAMÍLIAS PARA UNIFICAÇÃO E PAZ MUNDIAL
Estrada do Pau Ferro, 927 - Freguesia – Jacarepaguá – Fone:(21) 3435-9608

HORÁRIO: TODAS 4ª FEIRAS de 19:30 hs às 21:30 hs

5 de mai de 2010

Oração a mim mesmo





Imagine fazer uma prece a você mesmo.

Imagine poder conversar consigo mesmo de uma forma suave, profunda, definitiva.

Quem sabe você poderia dizer assim:

"Que eu me permita olhar e escutar e sonhar mais.

Falar menos. Chorar menos.

Ver nos olhos de quem me vê a admiração que eles me têm, e não a inveja que prepotentemente penso que têm.

Escutar com meus ouvidos atentos, e minha boa estática, as palavras que se fazem gestos, e os gestos que se fazem palavras.

Permitir sempre escutar aquilo que não tenho me permitido escutar.

Saber realizar os sonhos que nascem em mim, e por mim e comigo morrem por eu não os saber sonhos.

Então, que eu possa viver os sonhos possíveis e os impossíveis.

Aqueles que morrem e ressuscitam, a cada novo fruto, a cada nova flor, a cada novo calor, a cada nova geada, a cada novo dia.

Que eu me permita o silêncio das formas, dos movimentos, do impossível, da imensidão de toda profundeza.

Que eu possa substituir minhas palavras pelo toque, pelo sentir, pelo compreender, pelo segredo das coisas mais raras, pela oração mental.

Que eu saiba dimensionar o calor, experimentar a forma, vislumbrar as curvas, desenhar as retas, e aprender o sabor da exuberância que se mostra nas pequenas manifestações da vida.

Que eu saiba reproduzir na alma a imagem que entra pelos meus olhos, fazendo-me parte suprema da natureza, criando-me e recriando-me a cada instante.

Que eu possa chorar menos de tristeza e mais de contentamento.

E que meu choro não seja em vão, e que em vão não sejam minhas dúvidas.

Que eu não tenha medo de nada, principalmente de mim mesmo. Que eu não tenha medo de meus medos!

Que eu adormeça toda vez que for derramar lágrimas inúteis, e desperte com o coração cheio de esperanças.

Que eu faça de mim uma pessoa serena, dentro de minha própria turbulência.

Humilde diante de minhas grandezas tolas e ingênuas...

Que eu possa ensinar o pouco que sei, e aprender o muito que não sei.

Traduzir o que os mestres ensinaram, e compreender a alegria com que os simples traduzem suas experiências.

Respeitar incondicionalmente o ser. O ser por si só, por mais nada que possa ter além de sua essência.

Auxiliar a solidão de quem chegou. Render-me ao motivo de quem partiu. E aceitar a saudade de quem ficou.

Que eu possa amar e ser amado. Que eu possa amar mesmo sem ser amado.

Fazer gentilezas quando recebo carinho. Fazer carinhos mesmo quando não recebo gentilezas.

Que eu jamais fique só, mesmo quando eu me queira só".

* * *

Quanto são importantes os momentos a sós conosco mesmo.

O exercício de se questionar, de conversar consigo, de se conhecer, é grande instrumento de evolução de que dispomos.

Na turbulência dos dias que não param, das muitas atividades e preocupações, esses momentos de meditação, de autoconvívio, irão determinar a saúde de nossa alma.

Muitos se perdem de si mesmos neste turbilhão ameaçador, e dificilmente se encontram a tempo.

Os que escolhem o caminho da meditação, da auto-análise, do autoconhecimento, adoecem menos e vivem mais - vida em abundância...


" Momento Espírita"

28 de abr de 2010

Nosso Lar

O livro que deu origem a este filme, certamente faz parte da biblioteca de muitas pessoas. Mesmo para aqueles que não são espíritas, esta obra desperta à princípio curiosidade, e a medida que é lida, um certo fascínio.
Clássico da literatura espírita brasileira, Nosso lar é um romance que versa sobre os primeiros anos do médico André Luiz após sua morte, numa "colônia espiritual", espécie de cidade onde se reúnem espíritos para aprender e trabalhar entre uma encarnação e outra. O romance levanta questões acerca do sentido do trabalho justo e dignificante e da Lei de Causa e Efeito a que todos os espiritos, segundo o espiritismo, estariam submetidos.

É o primeiro de uma série de doze livros psicografados pelo médium brasileiro Chico Xavier, que compõem uma coleção intitulada A Vida no Mundo Espiritual, atribuída ao espírito André Luiz. No movimento espírita brasileiro essa coleção é também conhecida como Série Nosso Lar.

André Luiz apresenta-se como um estudioso do mundo espiritual, "traduzindo" as suas percepções de forma didática para que possam ser entendidas pelos encarnados. Descreve com riqueza de detalhes a colônia de apoio Nosso Lar , com as suas construções (principalmente as casas de repouso para os recém desencarnados), o seu sistema de transporte e os Ministérios de Trabalho. Segundo André Luiz, a forma de organização da colônia, e de como se dão os trabalhos, são concepções criadas pelos espíritos superiores, e visam disponibilizar uma assistência permanente aos homens desencarnados e, inclusive, encarnados.

(http://www.tiosam.net/enciclopedia/Nosso_Lar)

Teremos a partir de setembro a grande oportunidade de " viajarmos" atraves do filme magnificamente produzido ( vejam o trailer), que ficará na memória e nos corações de todos nós.

25 de abr de 2010

Um dia radiante de Sol



Estou de volta, para compartilhar , sincronicidades!!!!!!
Hoje, retornando de uma palestra que proferi em Petrópolis- TRANSFORMANDO SEUS SONHOS EM REALIDADE, encontro este artigo da Rúbia, que acompanho já há algum tempo.
É interessante observar, que o Universo nos envia sinais a toda hora, e quando passamos a nos alinhar,tudo fica mais claro.
Falei pela manhã para um grupo atento, muitas coisas que estão aqui descritas, e ao le-las cheguei a me arrepiar, porque houve a tal sincronicidade de idéias, e eu não tinha o menor conhecimento do conteudo que acabo de ler...

A Cada dia que passa mais agradeço a Deus por todas as oportunidades que tenho recebido, em poder expor , atraves de palestras o que penso e sinto, em uníssono com tantos outros amigos de jornada, que como eu estão refazendo o caminho, re alinhando o centro, re ajustando rotas...
Assim sendo ,deixo aqui o texto para reflexão de vocês:


O Universo nos sinaliza de várias formas o momento pelo qual estamos passando... o ciclo em andamento... é só a gente parar um pouquinho com a agitação da mente e das muitas distrações que nos puxam para fora, para estabelecer essa conexão...

Com o tempo começamos a perceber quais energias estão favorecendo determinados aprendizados e desta forma colaboramos com isso...
Assim... se estamos em uma fase favorável à liberação de determinados aspectos, mesmo que o momento seja difícil porque o que está sendo liberado vem à tona, ter essa consciência torna tudo mais fácil...
Entendemos que estamos passando por um desafio... mas que irá passar... e que se colaboramos e nos abrirmos para receber o aprendizado de cada situação, os problemas irão se dissolver com uma rapidez às vezes surpreendente. E o que parecia um obstáculo muitas vezes se transforma em um atalho que nos leva mais rapidamente ao próximo passo da nossa jornada evolutiva.

A maneira pela qual passamos pelos desafios faz toda diferença... Assim... quando passamos por um trecho ruim em uma estrada de terra, com buracos... pedras... mas sabemos que logo à frente vamos encontrar uma estrada mais plana e mais suave... não paramos para reclamar, como se aquela estrada fosse continuar para sempre daquela forma... e quanto mais rápido deixarmos aquele trecho para trás, melhor...
É só uma passagem... e a forma de passarmos por ela faz toda a diferença, tal como o jeito com que passamos pelos nossos problemas, tornando mais curto ou mais longo esse tempo de desafios.

Tudo que nos acontece é para nos tornar melhores e liberar coisas que ainda nos limitam... e... sabendo disso, podemos cooperar com o ciclo em andamento, não reclamando e buscando aceitar o que é inevitável... ninguém passa pelo que não tem que passar. Somos os responsáveis por tudo que atraímos para nossa realidade, e a não aceitação dos problemas e as reclamações... só nos prende cada vez mais em um círculo de repetições e de sofrimento.

É incrível a gente observar que, quando nos abrimos para o aprendizado de cada situação e cooperamos... as coisas se vão com a mesma rapidez que chegaram e percebemos encantados a perfeição do Universo que sempre quer o nosso bem.

O que parece ruim é só a forma perfeita de nos libertar de coisas que impedem nossa evolução... e, se prestarmos atenção aos muitos sinais e sincronicidades, fica mais fácil perceber que não estamos sozinhos e que temos todo apoio em cada trecho da estrada... e ainda que nada é permanente.

Parece que uma parte nossa, quando se vê diante de um problema, acredita que este seja para sempre... e sofre por antecipação por um futuro que nem existe...
Por isso, é sempre bom a gente lembrar que, por pior que as coisas possam parecer, elas vão passar... e está nas nossas mãos fazer com que esse tempo diminua e tudo seja mais suave.

A posição de vítima não nos cabe mais quando sabemos que criamos a nossa realidade e que somos 100% responsáveis por tudo que criamos.

E assim, até a noite mais escura dá lugar a um dia radiante de Sol...

Rubia A. Dantés


Energia Quântica

EARTH PLANET

Uma Prece ao Melhor do teu Ser

Gregg Braden- Sentimentos, Emoções...

Eletrofisiologia da Intuição

A VIDA É MÁGICA

Prosperar

Cura Energética- Gregg Braden

ROBERT HAPPÉ

Transformando seus Sonhos em Realidade 1

Transformando seus sonhos 2

Transformando seus Sonhos 3

Livro Homeopatia e Energia

O PODER DA INTENÇÃO

Intenção 2

Intenção 3

Validação

ValidaçãoII